sexta-feira, dezembro 19, 2008

O que eu quero

Sei que estou velho p/ escrever cartinha pro papai noel, mas como logo mais vou parar p/ refletir sobre minhas resolucoes de fim de ano e o projeto Fabricio30, aqui vai uma lista aleatória de coisas que quero, não necessáriamente de natal e talvez algumas nem pro ano que vem, mas se der, melhor:

- lançar meus projetos encalhados
- aprender um instrumento musical de verdade
- um mini cooper, um fusca, um jipe, um porsche carreira
- sair no Slashdot
- aparecer nos créditos de um filme internacional
- não precisar ir ao dentista
- conhecer o Japão
- falar Alemão
- emagrecer
- um prêmio nobel
- um rancho
- uma secretária
- experimentar a paradinha de gravidade zero
- um filho?
- conseguir ler mais rápido
- uma coleção gigante de filmes e/ou uma locadora em casa
- sair na mão com o Lula
- conseguir dar mortal p/ traz no chão
- conseguir fazer malabarismo
- conseguir fazer aquele moinho de vento do break
- atirar / caçar
- saber jogar tenis
- teletransporte
- viagem no tempo
- memória eidética
- um desenho bom p/ tatuagem
- algumas cabeças de gado
- um busto de bronze numa praça do interior (em vida se possível)
- uma empresa com ações na NASDAQ
- um arquiinimigo
- cabelo de japonês
- um segway
- comandar um exército
- uma escavadeira
- um treinador de boxe idoso
- um pub na europa
- assinar um tratado
- malhar uma guitarra no fim de um festival
- desvendar um assassinato

[Update] depois que li novamente o ítem "assinar um tratado" lembrei de outra coisa:

- ter uma caligrafia impecável

segunda-feira, dezembro 01, 2008

Minha Crítica à "Carta de São Paulo pelo Acesso a Bens Culturais"

Ontem antes do almoço, um colega com o qual eu pouco converso por uma dessas coincidencias da vida me mandou uma mensagem de IM por engano, foi o suficiente p/ começarmos uma tentativa de botar o papo em dia, e ele acabou me enviando o link para um abaixo assinado ao qual ele simpatiza. Era uma carta pedindo reformas na lei de direitos autorais brasileira, e eu por me interessar pelo assunto imprimi e levei comigo pro almoço para poder ler com calma…


xkcd.com

Muito bem, li e não gostei. Sem entrar no mérito do fato da coisa ser um "abaixo assinado" o que por si só já me causa certa repulsa, independente do conteúdo, pois acho que este tipo de petições é uma das maneiras mais ineficientes para se atingir qualquer objetivo. Aqui vai a minha análise da proposta:

A proposta tem 10 pontos/sugestoes de mudança, já começa por aí, precisa de tanto? Enfim, se forem 10 pontos bons/relevantes/importantes até que da p/ encarar, sem preconceito, vamos um a um:

1)Pode ser interpretada como uma tentativa de oficializar o fair-use no Brasil, o que é bacana, mas do jeito que está redigida da margem a oficialização da pirataria, e não é disto que precisamos.

Por exemplo, quando Lessig em seu mais recente livro fala de descriminalizar a cópia, ele é bem cuidadoso de dizer que o foco da lei deveria migrar de "cópias" para "usos", e que mesmo os usos para fins pessoais, como file sharing devem dar algum tipo de royalties para os autores. Ou seja, não é "libera-geral".

2)Quase o mesmo problema da 1) porém mais fácil de encarar.

3)OK, é a mesma de 7.a

4)Quase ok, falta saber o que é uma tentativa razoável de determinar a autoria

5)Totalmente OK!

6)NÃO. Motivo: intervencionismo. Deixe que autores e editoras se entendam, o autor deve ser livre p/ escolher a editora que lhe ofereça o contrato mais razoável(ou publicar ele mesmo caso nao exista tal editora), o Estado não deve ter nada com isso.

7)Trata de duas coisas diferentes, a primeira parte "Remoção do artigo que proíbe o contorno de travas anti-cópia" OK, tem meu apoio. Já a segunda (proibir DRM) NÃO, motivo: intervencionismo.

8)NÃO. Motivo: da forma que está, da margem a abusos intervencionistas. Quem diz o que seria uma restrição não razoável de acesso à obra?

9)Não sei do que se trata. E o texto está genérico de qqer forma.

10)Totalmente OK. Óbvio.

No placar geral, das 10, apenas 2 são consenso e quase que indiscutíveis, a #5 e a #10. O resto parece estar lá como tentativa de aproveitar o embalo.

Aproveitar-se da necessidade de revisão nas leis de copyright, que já é quase senso comum e que pouca gente sensata iria contra para propor um pacotão abrangente e controvérso não é o caminho.

Na minha humilde opinião, a necessidade de mudança existe, mas é preciso foco, sem foco a iniciativa perde o apoio de muita gente que se simpatiza com a cultura livre mas que não está de acordo com radicalismos de centro acadêmico.

domingo, novembro 30, 2008

[JÁ ESTÁ NORMAL DE NOVO]Aviso: Minha conta do Google foi desativada DE NOVO!

E de novo sem nenhum motivo aparente…

Por favor evitem me escrever emails nos próximos dois dias, pois eles irão para o limbo (eles nem dao bounce e eu nemnão recebo eles depois que recuperar a conta, pelo menos foi assim da outra vez).

E o pior, eles nunca dizem o que causou a desativacao automática, ou seja, se teria algo que eu poderia fazer para evitar estes transtornos, eu nunca saberei.


--------

My Goggle account has been disabled again, and again without notice or any reasonable reason.

So please don't email me while I don't get it back because they will not reach destination (and neither bounce).

The worst thing about this issues, is that Google never tells you what triggered the automatic disable, so if there is something I could contribute to not get flagged again, I will never know…

Bummer :(

[update] they do bounce!
[UPDATE 2] …AND WE ARE BACK!!!

sexta-feira, novembro 28, 2008

Um pedido à Regina Cazé e a Rede Globo

Sei que já tirei sarro da Regina Cazé e que já critiquei a Rede Globo antes aqui neste blog, mas quando eles dão uma dentro, temos que ser humildes e reconhecer/tirar o chapéu.

Me refiro a série "Lan Houses" que aparentemente vai ao ar no programa Fantástico (não tenho tv em casa) e dos extras que pela limitação física não vão ao ar na tv.





Em tempos de "Lei Azeredo", e de gente que nao entende a web focando muito nos lados negativos e tentando criminalizar toda uma geração, é sempre bom ver o outro lado tendo espaço num veículo de massa em horário nobre.

Para ficar perfeito, só faltou a própria reportagem e os videos dela serem liberados em Creative Commons, seguindo o exemplo do Roda Viva da tv Cultura com o Jimmy Whales para que a mensagem possa se proliferar ainda mais.

Como procurei no site e não encontrei nenhuma menção sobre as permissões dos vídeos, assumi que o " © Copyright 2008 - Globo Comunicação e Participações S.A." seria a norma e deixei um comentário neste blog post pedindo para que a emissora abra uma excessão neste caso, pois acredito que tem tudo a ver ;)

Abaixo, meu comment:
Seu comentário está aguardando moderação.
Fabricio Zuardi | Sex, 28/11/08 | 10:59

Olá,

Primeiramente, meus parabéns pela série e iniciativa, acho importante o trabalho que voces estao fazendo de mostrar o tanto que é positivo e importante estas Lans para a disseminação do acesso ao conhecimento. Talvez no futuro legisladores pagos por nós façam melhor seu trabalho ao invés de botarem mais obstaculos no caminho (vide proposta Azeredo e similares) graças a reportagens como as de voces.

Agora, um pedido: por favor pensem com carinho na possibilidade da Globo habilitar o embed dos videos desta série e também disponibilizá-los para o público com uma licença mais livre e compatível com a realidade da Internet, como por exemplo a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil

http://creativecommons.org/licenses/by/2.5/br/
http://creativecommons.org/licenses/by/2.5/br/legalcode

Assim outros voluntários que por ventura queiram publicar versões legendadas para outras línguas, ou utilizar parte dos clipes em seus próprios projetos de conscientização, ou que queiram republicar em outros meios, fazer exibicoes em colegios e uma infinidade de outros usos poderosos e criativos que nao conseguimos prever. Que eles possam fazer isto sem serem limitados legalmente.

Desde já muito obrigado =)

RSS sem propaganda

De tempos em tempos algumas idéias de jerico voltam a tona, como por exemplo não incluir o conteúdo completo dos posts em um RSS(que raiva que eu tenho do "clique para continuar lendo"), ou a idéia de que propaganda no feed faz sentido.

exemplo de propaganda em feed


Alguém poderia argumentar que um feed com propagandas nao vale a pena ser lido, e eu, como defensor do livre mercado que sou, diria que sim, provavelmente o simples fato do feed ter propaganda já diz algo a respeito de quem escreve, ou do veículo de comunicação que fornece o feed, e que naturalmente a pessoa ou empresa vai se tocar uma hora do tanto que atrapalha o flow de leitura aqueles banners inuteis funcionando como hr, ou caso nao se toque, será eventualmente esquecido/ignorado pois outros com feeds limpinhos serão mais atrativos.

Mas a moeda tem outro lado também, conteúdo. Eu não ligaria de viver sem ler as besteiras do TechCrunch (que coloca não 1, mas 2 ads por post no feed) por exemplo, pois os caras são clueless e dão incrivelmente mais bolas foras do que dentro, não me faz falta. Porém, eu ficaria chateado se não pudesse dar uma lida no Slashdot no café da manhã, ou de ler a versão física da revista Wired de vez em quando. São dois exemplos de veículos que de uma ou outra maneira contam atualmente com a propaganda p/ sobreviver, e apesar de eu pessoalmente não acreditar em banners ou na fantasia do adsense, consigo ver um pouco o lado dos caras.

Aí que entra a salvação da lavoura: as tecnologias de remoção de ads, coisas como o AdBlock Plus, o criativo AddArt e tantos outros (incluindo o meu finado e pioneiro neste ramo projetinho, Bannerblind). Removedores de propaganda são hoje já praticamente indispensáveis, e a maior função deles é justamente lutar no sentido de se tornarem obsoletos.

Removedores de propaganda estão ai para mostrar a diferença gritante que há, entre a poluíção e feiúra da web-sem-proteção e um mundo-limpo-sem-publicidade, assim como o TiVo fez com a tv, os plugins e gambiarras para proteger meu micro de publicidade invasiva mostram ao mundo que quando dada a opção de com ou sem ads, qualquer um vai preferir a opção sem, e isto ajuda a forçar o mercado a se adaptar e encontrar/inventar novos modelos de negócios que não dependam deste Câncer.

Voltando ao assunto do post, propaganda em feeds, usuários de leitores de rss web-based como o Bloglines ou Google Reader por exemplo nao precisam se preocupar com eles pois o próprio plugin anti-ads do navegador já da conta do recado. Mas se vc usa também um leitor stand-alone como o Vienna, ou está cada hora em um navegador ou maquina diferente, que nem sempre tem o plugin instalado ou bem configurado, existe a opção do Yahoo Pipes que permite modificar feeds de n maneiras, incluindo substituição/remoção de partes padronizadas utilizando expressões regulares.

E finalmente, aqui está um pipezinho bem básico/besta que fiz para conseguir manter tanto o Slashdot quanto o CrisDias na minha lista de leituras:

http://pipes.yahoo.com/fabricio/nofeedads

Fiquem a vontade para cloná-lo, aperfeiçoá-lo, e indicarem outras opções e serviços para remoção de propaganda em feeds nos comentários :)

segunda-feira, novembro 24, 2008

São Carlenses e Computeiros, Prof. Mauro Biajiz precisa de uma ajuda

Repassando o recado que vi agora pouco na padaria Guanabara, sei que está em cima da hora, mas quem estiver na regiao de São Carlos amanhã e puder dar um pulo lá, ou puder ajudar a repassar a notícia, por favor dê uma força:

O Hemonúcleo Regional de Jaú, em parceria com o Depto de Computação (DC) da UFSCar realiza, no dia 25/11 (terça-feira), coleta de sangue no campus da UFSCar. A iniciativa visa encontrar doador compatível para transplante de medula para o professor Mauro Biajiz, do DC, que apresenta quadro de Leucemia.

Data: 25/11 (terça-feira)
Horário: 17h até 21h - Ginásio de Esportes(UFSCar)

sexta-feira, novembro 07, 2008

Novas Features: Follow e Reactions

Uma das vantagens de se usar um sistema de blog terceirizado, é que vc não precisa se preocupar com atualizações no sistema, e de vez em quando uns brinquedinhos novos aparecem…

Pois bem, estou experimentando dois novos upgrades para este blog, a título de teste, não sei quanto tempo eles irão sobreviver, se eu gostar e achar que foi positivo pro site depois de um tempo, deixarei, caso contrário tiro p/ evitar firulas desnecessárias.

Follow:

A primeira novidade é talvez a mais inútil, ai na sidebar da direita, uma caixinha p/ vc que faz parte do seleto grupo de gatos pingados que ainda lê as besteiras que escrevo dar as caras.

Reactions:

Sabemos que o mundo anda cada vez mais preguiçoso, alguns usam como desculpa o fato de estarem ocupados demais, a verdade é que não se comentam mais posts como antigamente. Hoje cada um tem seus próprios blogs(e sim, twitter é blog) e acompanham centenas de RSSs, parar a vida para participar de uma discussão em caixas de comentários não é mais aquela coisa super motivante. Portanto, se estiver com preguiça, ou se o que vc tem a acrescentar ao post não vale a pena ser teclado, basta clicar em um dos 5 checkboxes ao fim de cada post :)

Abaixo as opções:

- boa!: se vc gostou do post, achou interessante ou inspirador
- meh: se vc achou que o post foi nulo, inútil, irrelevante, não muda a vida de ninguém, não fede nem cheira
- fraco: se vc achou o post um lixo, se vc acha que eu sou burro, se vc acha que eu devo te dar o tempo de vida que vc gastou lendo de volta, se vc achou fraco ou besta simplesmente
- gay: se ao fim do post vc sentiu a necessidade de me insultar, ou se o post foi muito menininha
- cuma?: se o post não faz sentido nenhum, se vc não entendeu nada do que tentei dizer

sábado, outubro 18, 2008

Keep Talking

For millions of years, mankind lived just like the animals. Then something happened which unleashed the power of our imagination. We learned to talk and we learned to listen. Speech has allowed the communication of ideas, enabling human beings to work together to build the impossible. Mankind's greatest achievements have come about by talking, and its greatest failures by not talking. It doesn't have to be like this. Our greatest hopes could become reality in the future. With the technology at our disposal, the possibilities are unbounded. All we need to do is make sure we keep talking.
Stephen Hawking

Esta semana três autores de blogs nacionais influentes no meio publicitário(Jean Boechat, Ricardo Cavallini, e Mentor Muniz Neto) se uniram para uma postagem simultânea, um texto constrastando a diferença entre facilidade de mobilização para dois problemas: fome e crise financeira. Ou como colocaram: "Uma pequena constatação interessante".

Não vou entrar nos méritos do texto em si aqui, não é este o foco deste post, ja fiz isto em outros cantos da web e os interessados em prolongar as críticas ao post podem fazê-los nos blogs em que foram publicados originalmente… Desde que o conteúdo da resposta obedeça os critérios de publicação de cada um.

E na verdade, é disso que quero falar aqui, do after-post, do potencial que a web tem de mudar coisas, de elevar o patamar, de reunir idéias, levantar discussões, conectar pessoas com objetivos comuns e se estamos usando este potencial ou o disperdiçando-o por motivos bestas.

Pode não ter sido a intenção do original do autor gerar polêmica, brigas políticas, troca de insultos pessoais, e manifestações de orgulho ferido. Acredito honestamente que apesar de serem publicitários e de terem iniciado a coisa através de um post múltiplo simultâneo a expectativa era a de que aquilo acabasse ali, como uma constatação (óbvia, trivial e irrefutável na opinião deles) apenas, e com a audiência fazendo seu papel, o de receber a informação e mudar de canal, desligar a tv ou virar a página do jornal (escolha sua metáfora preferida) em seguida. Dou o benefício da dúvida.

Mas gerou uma certa agitação, um desconforto, e como normalmente acontece em temas cabeludos botou as pessoas para conversar, argumentar e de uma forma ou outra refletir sobre alguns temas e problemas do mundo que nos cerca. É um excelente começo e no que diz respeito a este mérito do texto (provocar) eu tiro o meu chapéu.



E aqui entra o ponto que queria chamar atenção, a provocação abriu uma janela, uma oportunidade para que algo concreto começasse a se formar, mas para que isso ocorra era preciso "continuar conversando" como Halkings, Platão e tantos outros ja nos provaram. E de certa forma me dói muito ver parte deste potencial sendo sumariamente interrompido com coisas do tipo "fico até com preguiça de responder", "preguiça de começar a discutir", "eu não tenho a menor paciência de discutir", "porque o que escrevi é indiscutível", "sua agressividade não é bem vinda", "to velho pra discutir bobagem" e etc…



Porra! Poderiamos estar aproveitando este gancho da bola da pobreza que foi levantada para discutir tanta coisa, trocar links, trocar idéias, se mexer, estar aberto para receber as críticas, canalizar a polêmica para algo útil…

Enfim, a beleza da web é a sua descentralização e ainda que alguns dos responsáveis pela fagulha inicial não se importem com os desdobramentos ou se sintam ofendidos pelas respostas, ou não queiram que aquilo seja lido "além do que está escrito", a discussão não precisa se limitar aos gostos e sensibilidade dos mesmos. O empurrão foi dado e devemos continuar conversando :)

5 links:

- um livro: The Conquesty Of Poverty - Henry Hazlitt (download do PDF gratuíto)
- uma iniciativa: 10^100 (prazo termina segunda)
- um projeto: Kiva
- um artigo: Free-Market Philanthropy: The Social Aspect of Entrepreneurship
- um video: Hans Rosling no TED 2007 (reparem no fator que ele considera mais importante a partir do minuto 15:00) aproveite e veja o site do gapminder enquanto lá.

[Update 23-11-08] Como era de se esperar, o texto virou spam/corrente/powerpoint, soube através de um almoço com a minha mãe. portanto reproduzo aqui a explicação que mandei para ela sobre o que me levou a escrever este post:

Ele foi motivado mais pela censura intensa que estava acontecendo no blog do Ricardo Cavallini, um dos lugares onde o texto original foi publicado.

O Cavallini, dono do blog vetou diversos comentários, mesmo os que continham argumentações válidas porém em tom mais duro. Isso me deixou com a impressão de que estávamos jogando fora o bebê junto com a água da bacia e por isso escrevi o texto dizendo p/ não nos limitarmos a 1 ou 2 blogs moderados e não deixar de trocar informações, idéias e propostas sobre o problema apenas porque os autores não contavam com críticas ao texto.

segunda-feira, setembro 15, 2008

Google contra a livre expressão

É isso aí, o Google mais uma vez ajoelhou-se para as autoridades brasileiras. Ao invés de comprar a briga em nome de seus usuários e o princípio da liberdade de expressão defendida pela constituição brasileira, baixa a cabeça para o tribunal eleitoral e suas regras sem sentido.

Já disse antes o porque esta tentativa hilária do TSE de limitar a campanha eleitoral na web é ineficiente(para nao dizer inútil) e não passa nem perto de resolver o problema que tenta solucionar.

O Google, tendo advogados, reputação e meios de ajudar na explicação das diferenças do meio eletrônico, ao se omitir presta um desserviço ao país, e mesmo que indiretamente contribui para o avanço do autoritarismo. Cadê o "Do no evil"?

Enquanto isso, carros de som me acordam no domingo de manhã praticamente me obrigando a ouvir uma bosta de jingle num som absurdamente alto. Na web eu pelo menos escolho o que consumir.

segunda-feira, agosto 18, 2008

Sobre o logo da Promotoria Estadual de Combate aos Crimes Cibernéticos

Não vou falar aqui sobre o Ministério Público do Estado de Minas Gerais tirando do ar o site www.novojornal.com.br. Se quiser saber sobre o causo visite o blog do savazone ou o xô censura.

Quero apenas deixar uma pequena observação sobre o logotipo utilizado como placeholder (que até o momento deste post poderia ser encontrado em http://www.novojornal.com.br/pcciber.jpg :


Sem entrar no mérito da beleza ou breguiçe do logo, gostaria apenas chamar a atenção para quais eram os primeiros resultados do Google Images (até o momento deste post) para os termos "matrix" e "magnifying glass":

 
 

As imagens são respectivamente esta e esta.

Curioso não?

E como tarefa de casa para meus leitores ai vai a pergunta:

- Se o famigerado "substitutivo Azeredo" já estivesse sido aprovado, estaria este logo em conformidade com a lei, que criminaliza a "obtenção, transferência ou fornecimento não-autorizado de dado ou informação;"? Uma vez que eu acredito que a Warner não foi consultada para a confeccao deste logotipo.

quarta-feira, agosto 06, 2008

lip dub - cabelo

funny


via Boing Boing

quarta-feira, julho 30, 2008

Bolão do MinC

Quem você acha que deveria ser o próximo ministro da Cultura, agora que o Gilberto Gil vai sair?

Alguns dos atuais palpites no bolão:

  • Regina Cazé
  • Daniela Mercury
  • Serginho Groissman
  • Kleber Bambam
  • Tom Zé
  • Matheus Mastergáili (nao sei como escreve)
  • Belo (tem um currículo bom ja)
  • MV Bill
  • Zeca Pagodinho
  • Mc Créu
  • Ziraldo e Jaguar (a dobradinha da anistia)
  • Maurício Kubruskli (tb nao sei escrever)
  • Paulo Coelho
  • Sérginho Malandro
  • Mano Brown
  • Marilena Chauí
  • Havengar
  • Arnaldo Jabor
  • Gerald Thomaz

Como deu para notar, num país tão rico culturalmente quanto o Brasil as opções são inúmeras. Deixe seu palpite já e concorra a um prêmio surpresa!

segunda-feira, julho 14, 2008

telefonica.ajudanabusca.com.br = DNS Hijacking

Mais uma da Telefónica... mais uma vez, gente que nao tem o mínimo respeito pela Internet se aproveita de um quase-monopólio para implantar uma versão do que eles acham que deveria ser a Internet, e ninguém fala nada.

O que está acontecendo


Basicamente, se você é cliente Speedy Telefónica, as vezes ao digitar um domínio inexistente ou um domínio que não responde (como http://empresaquetrataoconsumidorcomopalhaco.com ), ao invés de receber um erro padrão (que por ser padrão pode ser tratado por você e seus sistemas da maneira que melhor entender) que seria o correto e esperado, você recebe uma página! Sim, o usuário é redirecionado para uma página de outro dono!! Da Telefónica para ser mais exato: telefonica.ajudanabusca.com.br

DNS Spoofing - Telefónica Brazil

E o que há de errado nisso?


A princípio pode até parecer uma prática inocente, e pode até ser vista por alguns como algo "normal" pois se a telefonica esta fornecendo o acesso a rede, ela teria o direito de "ajudar" os que porventura tenham digitado por engano um endereço errado.

Não é.

Não é direito da telefónica sequestrar acessos, não pedi ajuda, e de forma alguma é uma prática inocente.

O contrato que eu assinei não cobre isso, o que me foi vendido foi um canal de acesso à Internet, ou como o site deles vende "O Speedy é o serviço de banda larga da Telefônica que oferece uma conexão estável e em alta velocidade à Internet." Reparem o Internet em letra maiúscula no site, não é acesso a uma internet, a internet deles onde www.naoehdasuacontafdp.com é apenas um atalho para ajudanabusca.com.br, mas sim A Internet a internet onde um dominio inexistente ou ainda nao configurado retorna um erro de name lookup ou algo do tipo, não uma página de outro dono, e como disse antes, longe de ser inocente uma vez que possuí propagandas (repare o link "Anuncie aqui"), como se eu ja nao pagasse uma mensalidade pros pulhas.

Entenda o que é o "sequestro de DNS"


A prática de dns hijacking, se consiste em configurar o servidor de DNS, a máquina responsável por traduzir www.google.com para algo como 64.233.187.99, um endereço IP, para que ele retorne uma página diferente (normalmente com propaganda ou até mesmo em alguns casos mais maliciosos que eu acredito não ser este, com vírus) no lugar do resultado verdadeiro.

Porque "sequestro de DNS" é uma má idéia


As conseqüências de um seqüestro de DNS vão desde a simples confusão do usuário até a falha de sistemas críticos que dependam do funcionamento correto da Internet podendo causar inclusive a perda financeiras ou mesmo de vidas humanas. Sem falar no desrespeito à privacidade dos clientes, meu contrato com a telefónica não dizia em nenhum momento que ela poderia compartilhar com uma empresa norte americana fornecedora de servicos de busca (Yahoo) o log de endereços errados que digitei por exemplo.

É possível desabilitar este (des)serviço?


Até o momento não, não é possível desabilitar o serviço pelo site ou por telefone. Pelo website existe um link "Não desejo receber sugestões de links" que desabilita as propagandas menores apenas, mas não te dá de volta o acesso a web real.

Existe um workaround, que seria o de utilizar um servidor de DNS diferente, ja que o passado pela telefónica não é confiável. É uma solução bem coxa e conformista, uma vez que quem deveria resolver o problema não é o cliente, mas sim o provedor de acesso.

É legal esta prática? Eles podem fazer isto?


Eu não sou advogado, e nada do que escrevo pode ou deve de qualquer forma ser considerado um conselho legal, este blog é um website pessoal onde escrevo opiniões pessoais, e eu recomendo que você procure o seu próprio advogado quando for tratar deste assunto com esta empresa ou denunciar à Anatel.

Dito isto, vejamos o que diz o Capítulo V, artigo 168 do Código Penal Brasileiro, que trata do crime de Apropriação Indébita:



CAPÍTULO V
DA APROPRIAÇÃO INDÉBITA

Apropriação indébita

Art. 168 - Apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse ou a detenção:

Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa.
...



Um endereço meu www.dominioquetenhomasaindanaoconfigurei.com é uma coisa móvel, alheia à Telefónica, cujo dono (eu) quis que o resultado fosse um erro como Tim Berners Lee gostaria de ver. A Telefónica se apossou deste meu endereco ainda não configurado e apresentou aos seus usuários uma página com a marca dela, como se o endereço fosse dela.

É uma interpretação pessoal minha, e como disse, não sou advogado e com 72% de chances estou falando merda. Mas só o fato de considerar classificar tal pratica como Apropriação Indébita, um crime previsto na lei, já quer dizer algo, me diz que eles não deveriam estar fazendo isso em primeiro lugar. Que deveriam desistir desta idéia ridícula e nos devolver a Internet como conhecemos. E que no mínimo a Anatel deveria dar um puxão de orelha na empresa, visto que não foi comunicado aos consumidores de que eles estariam sujeitos a este tipo de situação, idealmente obrigando o fim desta prática imbecil.

Aqui uma descrição melhor que a minha sobre os riscos de segurança que esta prática anti-ética de sequestro de dns pode trazer.

[UPDATE 1] Fernando Muniz avisou nos comments que a Brasil Telecom também está com esta palhaçada em Mato Grosso. Veja o screenshot:



[UPDATE 2] O Tiago lembrou nos comments deste bom post do Cardoso que denuncia que a Oi/Telemar também está de sacanagem com usuários do Velox. Screenshot abaixo:



[UPDATE 3] O Minas via IM manda avisar que por lá tb tem desrespeito por parte da CTBC. Screenshot abaixo:

quinta-feira, julho 03, 2008

Pane Telefónica SP





Sim, eu fui afetado pela pane (reportagens a respeito).

Sim, eu já fiz minha reclamação na Anatel.

Sim, eu liguei ontem e hoje n vezes e a versão 2 do video documentario sobre o Speedy vai sair.

Acessei do meu backup connection hoje, o hotel ibis de sao carlos (obrigado IBIS!) e se você também rodou com a telefónica por favor tire um minuto para diggar e preencher esta pesquisa.

E se for espalhar, o shortcut é http://moourl.com/panetelefonica

Os resultados da pesquisa são totalmente abertos e estão disponiveis na própria página do form.

terça-feira, julho 01, 2008

Follow up

Abaixo fotos da balada do post anterior (junto com outras ff parties brasileiras, como a de sampa que nao pude ir devido a data), mais um videozinho...


Veja mais fotos como esta em Festas Mozilla e Firefox 3



Firefox 3 Party - São Carlos, Aeromoças e Tenistas Russas, DJ Fiodiback, DJ Yasmina from fczuardi on Vimeo.

Como previsto, foi animal, muitos contribuidores do projeto, mais amigos, agregados e a galera da cidade, fora uma mega seleção de videos da web rolando no telão numa operacao arriscada que envolveu laptop pendurado e bebados subindo em banquinhos... Enfim, valeu :)

terça-feira, junho 24, 2008

Quinta Feira é dia de festa.

Comemoracao do lancamento do Firefox3, quinta, 26 de Junho, Armazem bar, Sao Carlos, banda Aeromocas e Tenistas Russas, DJs Yasmina e Felipe Fiodiback (clique p/ ampliar)



Quinta feira agora (26/06, aka depois-de-amanhã) é o dia da Mozilla Party Sao Carlense de comemoração do lançamento do Firefox 3.



Eu sou suspeitíssimo p/ falar, pois dei uma mão na organização e conheço boa parte dos envolvidos, mas, modéstia a parte, tenho razoes para acreditar que deve ser a festa brasileira mais bacana de todas.

Sou fã do lugar, é o mais rock da região, tem balcão, Guinnes, marguerita-dead-rocks, teto escamoteável, cerveja de ampola e trincando (powered by Rogéria), o som é decente, vai até tarde e o povo é gente boa.



Marquem na agenda :)

terça-feira, maio 20, 2008

Boa surpresa

Ontem do nada apareceu um cara do correio aqui no office. Era uma compra que fiz na amazon ha um tempo atras e tinha esquecido ja, veio na hora certa, agora nao preciso mais me preocupar com um presente de aniversario p/ mim mesmo, e a nossa humilde biblioteca daqui de são carlos aos poucos vai crescendo :)

O que veio (links limpos, sem pegadinha de affiliate, se quiser ajudar alguem instale o I ♥ Miro):



Como estou offline em casa, está bem legal para ler nos meus periodos de folga (que andam escassos), a atual configuracao esta boa: eu nao preciso lidar com companias provedoras de acesso, e ainda aproveito mais do mundo real, com menos stress e mais conhecimento relevante organizado =)

segunda-feira, maio 05, 2008

Vitória!



Tentaram acabar com minha vida digital. Mas ainda nao foi desta vez...

sábado, maio 03, 2008

Um teste

minha conta do gmail foi desabilitada, como é o mesmo login do blogger estou curioso sobre se será possivel atualizar este site enquanto nao regularizarem minha situacao por la... (acredito ter sido um erros dele, uma vez que nunca fiz nada em contrariedade aos termos de servico do gmail...)

vamos ver no que dá :(

quinta-feira, abril 24, 2008

Pessoas Normais

Uma das minhas escritoras contemporaneas favoritas fez dois posts excelentes com este tema, nao vou linkar para nao jogar pérolas aos porcos, mas precisava deixar registrado meus parabéns, mesmo que para o vácuo :)

domingo, março 30, 2008

Situação Telefónica

Ando sem muito ânimo para blogar, meu plano ao voltar pro Brasil era o de estabelecer rapidamente base na bela cidade de São Carlos, ficar mais perto da pequena, longe do trânsito de Sampa e num ambiente tech bacana. Na minha cabeça, arranjar um apartamento para morar e uma sala para montar um coworking space aqui para trabalhar mantendo o clima de silicon valley seria uma tarefa relativamente simples e divertida, coisa para se tocar em alguns dias, entre o meio de Fevereiro e comeco de Março.

Bom, errei feio na estimativa, eu nao contava nem com o mercado imobiliário insano de uma cidade universitária em época de matrícula p/ a parte residencial e nem com a morosidade para a instalação da internet em uma sala comercial, eu ja havia tido problemas com a telefonica anteriormente, mas fui ingenuo o suficiente para achar que em 5 anos a situação teria mudado para melhor.



Fechamos a sala do office dia 3 do 3, semana que vem vamos pagar o primeiro aluguel, e tirando a falta de internet (startamos o processo de pedido de linha+speedy no mesmo dia 3) o resto até que andou bem, temos móveis, geladeira, segurança e eu mesmo acho que poderei parar de viver de favor em breve (fiquei de dar resposta em um apto esta segunda e acho que baterei o martelo). Ainda assim, eu me deixo influenciar bastante pela sensação de impotência gerada por esta companhia maldita, as horas que perco ao telefone com o atendimento deles, conseguem me jogar p/ baixo mesmo todo o resto estando ótimo.

Hoje, Domingo a noite foi um técnico(gente boa, mas bem despreparado) tentar fazer a coisa andar, não conseguiu, chamou um reforço, que tb não conseguiu, ligaram para um terceiro cara que tb nao ajudou na situacao. Fizeram tudo que eu ja havia feito durante a semana por telefone ao vivo umas 5 vezes, mesmo eu tendo mostrado por a+b que o modem estava configurado direito e que o problema era do lado deles, depois de repetirem a receita de bolo anotada num papel e sem ter contato com a central (que aparentemente nao trabalha de domingo) ficaram de voltar amanha cedo... vamos ver...

Espero que esta semana que entra seja menos telefónica, e que Domingo que vem eu esteja escrevendo sobre os churrascos comemorativos :)

[update 3-Mar-08] Os caras voltaram hoje de manha e o primeiro byte finalmente veio! Estou escrevendo de la (daqui, sei la).

quarta-feira, março 19, 2008

No futuro seguiremos cenouras

O Tiago Doria recentemente escreveu um post intitulado "No futuro, seguiremos pessoas e não apenas blogs".

Apesar do titulo infeliz (explico mais tarde, mas basicamente: blogs são pessoas, pombas!), o post fala sobre sites de "lifestreaming" e da uma geral nestes servicos que nada mais sao do que agregadores de RSS, sites que juntam seus updates de diversos sites diferentes (fotos, videos, bookmarks, status uplades, blog posts, audio posts, etc) em um só rss bitelo, que teria algum valor p/ alguem em teoria. Eu ia deixar um comment lá, mas como acabou ficando grande posto aqui o reply:

Quem segue site é crawler, p/ mim blogs nunca deixaram de ser sites pessoais, a ideia de oferecer a quem gera estes rastros a opcao de agregar todos seus diferentes 'logs' (blog, videoblog, statuslog, fotolog, bookmark-log, etc...) num só feed a meu ver parece besteira, e explico o porque.

Na minha cabeça quem tem que juntar os rastros de interesse é quem recebe a informação, nao quem envia... é claro que vc pode escolher um site para ser o local onde vc da as referencias de todas as suas facetas na web, como quem linka o flickr, delicious e bloglines na sidebar do blog por exemplo. Mas dai a ja misturar pro cara no mesmo pratao arroz, feijao morango e doce de leite sem saber se quem vai consumir 'aguenta' me parece um tanto exagerado.

Eu por exemplo sigo o twitter de pouquissimas pessoas e ao mesmo tempo assino o blog de centenas, pois o volume de informacao de cada conta do twitter e frequencia de atualizacões irrelevantes sao normalmente altos (o mesmo vale pro del.icio.us).

Quem recebe a informacao quer ter o controle granular de seguir apenas algumas partes da pessoa, e se o unico jeito de receber os blog posts bem escritos é pescá-lo no meio de um mar de twitadas e bookmarkeadas sem fim, gente como eu perde o interesse.

Por exemplo, quem gosta do Spielberg, pode querer seguir os filmes dele, mas nao dar a minima sobre saber onde ele passou as ferias, o que almocou, quando peidou. Quem gosta do som do Flaming Lips pode querer distancia dos discursos politicos meia boca do vocalista e ainda assim seguir a sequencia de obras dos caras. Quando eu comprei uma camera e comecei a publicar videos inúteis na web, fiz dois posts a respeito aqui e depois joguei o link para quem se interessasse assinar e voltei a programacao normal daqui, o fato de alguem querer ler as besteiras que escrevo nao implica em querer ver fotos das minhas ferias ou videos autistas que faço como hobby, portanto eu nao os misturo previamente para ninguem.

É claro que minha mãe, ou alguem proximo pode de fato querer me seguir/monitorar por todos os lados pois ela, acredito eu, se interessa pelo que faço, e nesta internet maluca sem porteira eu nao me surpreenderia se houvesse mais uns 2 ou 3 gatos pingados que quisessem "seguir a minha pessoa" no modo pacotão tb, o que eu questiono é se estes servicos sao de fato uteis ou apenas mais um massageador de egos para gordinhos :)

Dito isto, anuncio que estou usando o tumblr como ferramenta de blog(para meu blog em ingles, mas sem a mistureba de feeds), acho bacana, já o socialthing eu nao fui com a cara, o site tem aquele anti-pattern irritante de pedir password de outros servicos... nem testei direito, estou fora :]

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Re: thou-shalt-always-kill

Since bakert's blog doesn't have a comments box, let me thank him here for this video clip:

DAN LE SAC vs SCROOBIUS PIP - Thou Shalt Always Kill


Good stuff!

segunda-feira, fevereiro 04, 2008

O que evitar em um evento com aspiracoes de Barcamp

Estava escrevendo um reply para um email de um amigo e no meio da coisa me dei conta que o email estava ficando grande, e que as informacoes contidas nele eram coisas que eu ja quis escrever aqui tambem mas nunca venci a preguiça para tanto...

Pois bem, matando dois coelhos com uma cajadada só, senta que la vem história.

Primeiro, se voce nao sabe o que é barcamp, ou se só ouviu falar de barcamp por meio de terceiros ou eventos com base no conceito, vá até barcamp.org e leia o máximo que conseguir, volte aqui depois, este post nao vai sair do lugar :)

Foi ja? É serio, vai la, eu espero.



Ok, aonde paramos? Ah sim, eventos auto-(des)organizáveis ou meta-(des)organizados, modelos abertos, descompromissados e distribuídos para fomentar ambientes para troca de informações e idéias interessantes, nao-convencionais, geeks, "de ponta", ou simplesmente curiosas... atividade para reunir pessoas com interesses nerds(e eu abro um parenteses para dizer que eu realmente nao queria usar este termo aqui, pois ele ja nao quer dizer mais nada nos dias de hoje, eu quis dizer nerd ou geek no sentido da frase "news for nerds, stuff that matters", nao no de alguem se auto-intitulando, seriados de tv ou conotacao de status, porque sim, parece que ser nerd está na moda ou é uma coisa boa, de repente todo mundo quer ser... fecha parenteses) comuns/similares/compatives/ou-talvez-melhor-até-que-não-sejam.


Pois bem, tendo participado de/colaborado com alguns, e saído deles no geral melhor do quando entrei, intelectualmente falando. E na tentativa de contribuir para que atividades deste tipo em que eu porventura venha colaborar/participar no futuro sejam tao proveitosas e bacanas como as que eu tive a sorte de ter participado/colaborado até a data presente, deixo aqui minha lista pessoal e incompleta de "don'ts".

Antes de começar aviso aos mais sensíveis que apesar desta lista conter ítems que foram motivados por um ou outro evento nacional (campus party, estou olhando para voce), ela não deve ser lida ou encarada como ofensa pessoal ou crítica gratuita a qualquer indivíduo ou grupo de indivíduos. Pelo contrário, aplaudi, aplaudo e aplaudirei de pé todo e qualquer esforço genuino de organizacao de eventos tecnológicos no Brasil, apóio de cara todos, mesmo que tenham doze mil defeitos (pois ainda assim é melhor do que a nao existencia), seja ele do tipo que for, desconferencia, conferencia, bate-boca, mesa redonda, amarelinha, desfile, quebra-pau, bailinho, ircontro, pelada de futebol, flash-mob, curso pago, curso gratuito, palestra paga, palestra gratuita, sopão, jogo de dominó, tarde no coreto, e outros tantos. Sou fã declarado do André Avório, que até onde sei foi um dos principais responsáveis pela disseminação, digamos assim, da atividade no país, e tanto ele quanto todos os outros que deram e dão o sangue e a cara a tapa para fazer virar realidade estes encontros são já por definição melhores que eu ou qualquer outro blogueiro que do conforto do seu lar resolva escrever a respeito de tendencias que considere preocupantes ou ao menos "brochantes".

Sem mais, aqui minha pequena lista dos items para um ___camp___ ideal, tanto para organizadores como participantes, ja que eles sao as mesmas pessoas:

- nao proponha divisao de temas/areas antes do evento
- nao defina programacao antes do evento(parece obvio, mas vai saber)
- nao anuncie palestrantes ou sessoes antes do evento
- nao limite as vagas
- nao cobre admissao/entrada
- nao introduza burocracia desnecessaria
- nao introduza bottlenecks ou nós indispensáveis (exemplos mais adiante)
- deixe claro através de exemplo próprio que a (des)organicacao é responsabilidade dos próprios participantes, nao de uma casta superior que veste camiseta com "STAFF" nas costas
- nao intimide os novatos
- voluntarie-se quando alguem pedir ajuda, nao espere ninguem pedir se possivel, ofereça-se antes
- nao vá ao evento para fazer auto-promoção
- nao vá ao evento para fazer anúncios
- nao vá ao evento para fazer demos
- nao coloque os patrocinadores acima dos participantes na escala de importancia
- nao tenha patrocinadores se necessario for
- nao faça da festa ou cerveja na faixa um ítem indispensável
- nao tenha cerveja se necessario for
- nao faça do coffee-break um ítem indispensável
- nao tenha coffee-break se necessario for
- nao coloque a festa acima das sessoes na escala de importancia
- nao tenha festa se necessário for
- nao tenha um numero contado de cadeiras como fator limitante
- nao tenha cadeiras se necessario for (fica até mais facil de "votar com seu pé")
- nao permaneca numa sessao chata, vote com seus pés
- nao se sinta ofendido com pessoas trocando de sessão no meio da coisa, faz parte do (nao)funcionamento
- nao desrespeite as duracoes propostas, pode ter alguem que se planejou com base nelas
- nao proponha sessoes longas
- nao fale do que voce nao entede
- nao seja um poser
- nao prolongue sessoes a toa
- nao peça ajuda ao governo, qualquer governo
- nao aceite ajuda do governo caso lhe seja oferecida, qualquer governo
- nao utilize auditórios
- nao utilize palcos
- nao utilize microfones
- nao entre em sessoes com muita gente (lembre-se que em 30 minutos a unica forma de ouvir todos é tendo pouca gente)
- nao deixe rastros (burning man style), alguem passando pelo local do evento após o evento nao deve notar nada de diferente

The Powerpuff Girls and the Pick of Destiny

Genial.



Atenção: tire as criacas da sala, o video contem linguagem pesada.
Atenção2: se vc nao assistiu Tenacious D and the Pick of Destiny e se preocupa com spoilers, nao clique, o vídeo usa a última música do filme... pensando bem, espera um pouco, se vc nao assistiu o filme vc não merece ler este blog! Ponha-se daqui p/ fora!

Dica do Taboca

domingo, fevereiro 03, 2008

Videos inuteis parte 2

Continuando meus testes com a camera nova...

Primeiro um micro-documentário sobre um dos meus pratos favoritos: Persian Burger!




E em seguida, Discovery channel que se cuide, a obra-prima: Ó o Esquilo!



E por enquanto é só, assinem meu feed no Vimeo se interessar :)

sábado, fevereiro 02, 2008

Videos inuteis parte 1

comprei uma camera de video! :)

olha o que da deixar brinquedo na mao de criança:


QWERTY from fczuardi on Vimeo.

sábado, janeiro 26, 2008

Aos amigos que descobriram blogs agora

Voce aceitaria tatuar um adsense na cabeça do seu pau? Ouvi dizer que pagam bem.

quarta-feira, janeiro 02, 2008

Happy new year? Tomara.

2007 foi um bom ano, sinto que cresci um bocado neste periodo de exílio, e com a proximidade do fim desta etapa é dificil nao perder noites de sono pensando no futuro...

Em Fevereiro volto para montar base no Brasil, sentirei falta da minha vida daqui, dos restaurantes, viagens de trem, dos eventos nerds, das discussões de alto nível, do otimismo generalizado, da cultura e do povo americano.

Espero que em 2008, o fato de estar fisicamente perto das pessoas que eu amo me de o animo e a coragem necessarios para encarar as dificuldades, explorar as oportunidades, me divertir e avançar na busca sobre o sentido da (minha)vida.

Aos amigos que leem este blog, um ano novo de muita saúde e alegrias. Tim tim.