segunda-feira, fevereiro 04, 2008

O que evitar em um evento com aspiracoes de Barcamp

Estava escrevendo um reply para um email de um amigo e no meio da coisa me dei conta que o email estava ficando grande, e que as informacoes contidas nele eram coisas que eu ja quis escrever aqui tambem mas nunca venci a preguiça para tanto...

Pois bem, matando dois coelhos com uma cajadada só, senta que la vem história.

Primeiro, se voce nao sabe o que é barcamp, ou se só ouviu falar de barcamp por meio de terceiros ou eventos com base no conceito, vá até barcamp.org e leia o máximo que conseguir, volte aqui depois, este post nao vai sair do lugar :)

Foi ja? É serio, vai la, eu espero.



Ok, aonde paramos? Ah sim, eventos auto-(des)organizáveis ou meta-(des)organizados, modelos abertos, descompromissados e distribuídos para fomentar ambientes para troca de informações e idéias interessantes, nao-convencionais, geeks, "de ponta", ou simplesmente curiosas... atividade para reunir pessoas com interesses nerds(e eu abro um parenteses para dizer que eu realmente nao queria usar este termo aqui, pois ele ja nao quer dizer mais nada nos dias de hoje, eu quis dizer nerd ou geek no sentido da frase "news for nerds, stuff that matters", nao no de alguem se auto-intitulando, seriados de tv ou conotacao de status, porque sim, parece que ser nerd está na moda ou é uma coisa boa, de repente todo mundo quer ser... fecha parenteses) comuns/similares/compatives/ou-talvez-melhor-até-que-não-sejam.


Pois bem, tendo participado de/colaborado com alguns, e saído deles no geral melhor do quando entrei, intelectualmente falando. E na tentativa de contribuir para que atividades deste tipo em que eu porventura venha colaborar/participar no futuro sejam tao proveitosas e bacanas como as que eu tive a sorte de ter participado/colaborado até a data presente, deixo aqui minha lista pessoal e incompleta de "don'ts".

Antes de começar aviso aos mais sensíveis que apesar desta lista conter ítems que foram motivados por um ou outro evento nacional (campus party, estou olhando para voce), ela não deve ser lida ou encarada como ofensa pessoal ou crítica gratuita a qualquer indivíduo ou grupo de indivíduos. Pelo contrário, aplaudi, aplaudo e aplaudirei de pé todo e qualquer esforço genuino de organizacao de eventos tecnológicos no Brasil, apóio de cara todos, mesmo que tenham doze mil defeitos (pois ainda assim é melhor do que a nao existencia), seja ele do tipo que for, desconferencia, conferencia, bate-boca, mesa redonda, amarelinha, desfile, quebra-pau, bailinho, ircontro, pelada de futebol, flash-mob, curso pago, curso gratuito, palestra paga, palestra gratuita, sopão, jogo de dominó, tarde no coreto, e outros tantos. Sou fã declarado do André Avório, que até onde sei foi um dos principais responsáveis pela disseminação, digamos assim, da atividade no país, e tanto ele quanto todos os outros que deram e dão o sangue e a cara a tapa para fazer virar realidade estes encontros são já por definição melhores que eu ou qualquer outro blogueiro que do conforto do seu lar resolva escrever a respeito de tendencias que considere preocupantes ou ao menos "brochantes".

Sem mais, aqui minha pequena lista dos items para um ___camp___ ideal, tanto para organizadores como participantes, ja que eles sao as mesmas pessoas:

- nao proponha divisao de temas/areas antes do evento
- nao defina programacao antes do evento(parece obvio, mas vai saber)
- nao anuncie palestrantes ou sessoes antes do evento
- nao limite as vagas
- nao cobre admissao/entrada
- nao introduza burocracia desnecessaria
- nao introduza bottlenecks ou nós indispensáveis (exemplos mais adiante)
- deixe claro através de exemplo próprio que a (des)organicacao é responsabilidade dos próprios participantes, nao de uma casta superior que veste camiseta com "STAFF" nas costas
- nao intimide os novatos
- voluntarie-se quando alguem pedir ajuda, nao espere ninguem pedir se possivel, ofereça-se antes
- nao vá ao evento para fazer auto-promoção
- nao vá ao evento para fazer anúncios
- nao vá ao evento para fazer demos
- nao coloque os patrocinadores acima dos participantes na escala de importancia
- nao tenha patrocinadores se necessario for
- nao faça da festa ou cerveja na faixa um ítem indispensável
- nao tenha cerveja se necessario for
- nao faça do coffee-break um ítem indispensável
- nao tenha coffee-break se necessario for
- nao coloque a festa acima das sessoes na escala de importancia
- nao tenha festa se necessário for
- nao tenha um numero contado de cadeiras como fator limitante
- nao tenha cadeiras se necessario for (fica até mais facil de "votar com seu pé")
- nao permaneca numa sessao chata, vote com seus pés
- nao se sinta ofendido com pessoas trocando de sessão no meio da coisa, faz parte do (nao)funcionamento
- nao desrespeite as duracoes propostas, pode ter alguem que se planejou com base nelas
- nao proponha sessoes longas
- nao fale do que voce nao entede
- nao seja um poser
- nao prolongue sessoes a toa
- nao peça ajuda ao governo, qualquer governo
- nao aceite ajuda do governo caso lhe seja oferecida, qualquer governo
- nao utilize auditórios
- nao utilize palcos
- nao utilize microfones
- nao entre em sessoes com muita gente (lembre-se que em 30 minutos a unica forma de ouvir todos é tendo pouca gente)
- nao deixe rastros (burning man style), alguem passando pelo local do evento após o evento nao deve notar nada de diferente

3 comentários:

alexsaueressig disse...

O paradoxo de organizar para desorganizar. No mínimo estranho, embora válido.

PsYsApIeNs³ disse...

Minha vontade de ir ao Campus Party 2009 até passou...kkkk

Andre Passamani disse...

Muito bom cara!