sábado, abril 16, 2011

Café no apartamento novo (tomada de decisões)

Esta é uma tentativa de documentar um pouco do meu processo de tomada de decisões e por tabela também um pouco da minha personalidade, quero levantar material para referências futuras.

O Problema:



Coffee (making of)

Esta semana eu decidi que precisava tomar uma atitude quanto aos meus cafés da manhã. Gosto de tomar café em casa mas mudei de um apartamento com fogão para um sem fogão e consequentemente fiquei inabilitado de prosseguir com meu hábito de usar a chaleirinha de café — um presente da namorada que me atura ha 6 anos — para passar o café.

O material disponível:



Tenho um microondas, filtro de papel e pó de café em casa. Além disso, tenho uma cafeteira elétrica que foi do nosso falecido espaço de coworking, mas depois que o pote de vidro dela quebrou há mais de um ano nunca mais foi usada.

cafeteira!

As Alternativas:

1. Comprar um fogão.

Prós:

  • Fogão é um ítem de cozinha útil e eu precisarei de um em outras ocasiões no futuro independente do café de agora.
  • Gás independe da rede de energia, se houver um apagão eu consigo esquentar coisas (assumindo que não falte fósforo ou isqueiro)

Contras:

  • Ter que escolher um fogão. Fogão é uma compra rara, uma decisão que vai me acompanhar por anos, idealmente para o resto da vida. Tomar esta decisão com pressa e pensando apenas em resolver o problema imediato do café pode ser imprudência.
  • Ter que comprar um botijão de gás para acompanhar este fogão (o prédio novo não tem gás encanado).
  • Esperar a entrega do fogão.

2. Fazer o café com água fervida no microondas

Pró:

  • Eu tenho todos os ítens necessários.

Contras

3. Usar a cafeteira utilizando outro recipiente no lugar do pote de vidro quebrado

Pró:

  • Eu tenho todos os ítens necessários.

Contras:

  • É feio.
  • Ter que fazer uma gambiarra para manter o bico que goteja sempre aberto.

4. Repor o pote de vidro quebrado da cafeteira elétrica

Prós:

  • É socialmente aceitavel fazer café na cafeteira.
  • É prático/simples e mantém o café quente.
  • Permite grandes quantidades de café, da para receber amigos em casa.

Contras:

  • É difícil encontrar a peça de reposição no mercado.
  • A peça de reposição, se encontrada é cara (preço comparável a de uma cafeteira nova)
  • Café na cafeteira elétrica gasta muito pó (não sei fazer sair bom/forte sem desperdiçar)

5. Comprar uma cafeteira elétrica nova

Prós:

  • Todos os do ítem 4.
  • Se é que algum avanço tecnológico ainda é possível em algo tão simples quanto uma cafeteira elétrica, eu teria a chance de me beneficiar dele no caso de comprar uma cafeteira de nova geração.
  • Mais barato que comprar uma peça de reposição (somando preço + meu tempo)

Contras:

  • Parece um desperdício, já que a cafeteira antiga se tornará imediatamente sucata.
  • Assim como o ítem 1, é uma decisão que me acompanhará por anos. Escolher/decidir um modelo cansa, gasta energia, estressa.

6. Parar de tomar café da manhã (e da tarde) em casa

Prós:

  • Café da padaria é espresso
  • O ambiente da padaria é diferente, sair de vez em quando (para alguém que trabalha em casa) é bom.
  • A variedade de opcoes de comida na padaria beira o infinito.

Contras:

  • A preguiça de sair de casa pode diminuir a frequencia com que tomo café da manhã
  • É mais caro
  • Ter que admitir que foi derrotado, ou que é um derrotado

7. Comprar uma máquina de café espresso

Prós:

  • Espresso a hora que eu quiser!

Contras:

  • ver 1 e 5, decisão bla bla bla…
  • Assumir que eu perdi o foco e criei um problema novo (minha vida estava muito bem até agora sem espresso a hora que eu quiser) ao invés de resolver o problema original.

A solução (TL-DR):



Entendi que para o momento, a alternativa 4 (Repor o pote de vidro quebrado da cafeteira elétrica) era uma boa solução e consegui comprar uma peça de reposição apesar do grande esforço que este caminho demanda (o caminho de manter coisas existentes vivas e funcionando por um período além do que foram originalmente programadas).

Os fatores que me levaram a optar pelo ítem 4 e como estes fatores influenciam minha vida em todas as outras áreas é assunto longo e não tratarei disso agora.

Um comentário:

Mainá Santana disse...

huahuahauhaua, Sensacional, Fabers.
Não me pergunte como achei seu blog.